sábado, 31 de julho de 2010

Ele não está tão a fim de você - o filme (Educação sentimental)...


Esse filme não é novidade (é de 2009), mas só assisti por estes dias. E vou logo dizendo: DEVERIA SER OBRIGATÓRIO PARA TODAS AS MULHERES E HOMENS QUE ESTÃO BUSCANDO ALGUÉM.
.

Sim, apesar do cartaz ser rosa-mulherzinha e, de fato, haver um viés feminino na abordagem, o filme foi baseado no livro homônimo e escrito a quatro mãos por Greg Behrendt e Liz Tuccillo
e a visão masculina também é colocada de modo interessante.
.

Além de ser um bom filme, o time de atrizes se destaca (no sentido profissional e estético) com Jennifer Aniston, Jennifer Connelly, Drew Barrymore, Ginnifer Goodwin e Scarlett Johansson. Na boa? Devem ter gasto metade do orçamento do filme só com os cachês delas... No time de atores, temos Ben Affleck (sim, ele mesmo e não torça o nariz porque ele está ótimo no papel - ótimo para Ben Affleck, lógico), o deus-grego Bradley Cooper, Justin Long e o ótimo Kevin Connolly.

.

Se quiser ler uma sinopse, clique aqui. Homens, mulheres, todos querem encontrar o amor, apaixonar-se, viver a emoção que todas as canções de amor e poemas descrevem. Todos trazem carências, complexos, virtudes e falhas. Todos humanos e vulneráveis. Todos com bagagem. Durante o filme, é curioso perceber que você se identifica com as personagens femininas e masculinas de acordo com a situação, deixando claro que tentar classificar as pessoas por estereótipos e seguir padrões aceitos pela sociedade não asseguram alcançar viver esse amor, essa paixão. Levar essas expectativas para as pessoas e relações também podem te aprisionar e condenar ao fracasso.
.

Não há receita para amar, nem amor certo ou errado. Mesmo que você seja um grande sedutor e saiba tudo do jogo da conquista, quando é com você, quando você se percebe (de fato) amando alguém, não saberá o que fazer. Você vai se igualar a todo mundo que ama, que paga mico, que fica nervoso, que espera um telefonema, que não tem controle da situação, nem qualquer poder... Vai ter medo de perder. Vai ser um refém do que sente e ponto. Parece ruim? Acredite, ainda assim, é a melhor e maior aventura da existência humana.
.

Permeado por depoimentos fakes de pessoas que contam sobre suas relações ou regras para se relacionar, achei esta especialmente útil (para mulheres principalmente, que são criadas achando que sempre o que há de errado nas relações está nelas - e que podem consertar- ou que seja certo ser mal tratada ou não receber atenção que merecem...bem, a cena inicial do filme no playground resume a gênese desse embate feminino):

.

Pós-post: Trilha sonora bacana. Em cartaz no canal HBO. Se você não tiver TV a cabo ou este canal, vale cada centavo da locação do DVD.

2 comentários:

Victoria disse...

Realmente, é um filme imprescindivel!!! sempre chamo minhas amigas desesperadas pra assistir! e acbo assistindo junto mais uma vez (pra ver se assimila neh?) kkkkk
mas o melhor do filme, é o ator principal, Justin Long! to doida pra descobrir o telefone dele! q liiiiindoooooo kkkkkkkkkkk
Bjusss

Ju T. disse...

Nossa, Justin Long tá nesse sucesso? jura? Que eu saiba ele tava namorando a Drew (sim, poderosa!), mas sabe que essa gente não esquenta muito lugar...Se eu hackear o telefone dele, te mando.
Bjs e valeu o comentario!