quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Como são frágeis as mulheres fortes

Diana e Natália: "ter bondade é ter coragem"
As mulheres fortes são as mais frágeis, já disse Danuza Leão em um crônica memorável.
São exigidas e se cobram à exastão.  Disciplinadas, responsáveis, comprometidas, obstinadas, leais, centradas, éticas. A INTEGRIDADE é uma das características mais intimidadoras de nossos dias. Vivemos uma época em que a MERITOCRACIA ainda é uma utopia. E isso vale em muitos setores e aspectos da vida. Pena.
.
O BBB não é programa pra criança, não se presta a ser educativo, mas em seu descompromisso e corrupção (inclusive com a lisura e transparência das votações), acaba expondo muito da natureza humana e de uma audiência machista e frustrada sobre a figura feminina em especial.
Natália, uma das mulheres mais fortes que já participou de um BBB tem uma história pessoal de superação. Só quem vê o ppv sabe. Os méritos de suas conquistas são seus, de sua coragem, seu esforço e sua dedicação. Sua inserção na Marinha norte-americana, seu trabalho como reservista ativa, instrutora de operadores de radar, é posição disputada por homens e mulheres por lá. Ela cresceu numa cultura em que a meritocracia já é tangível. Veio parar no BBB, onde as mulheres são tratadas como treinees para ensaios sensuais.

A afinidade a aproximou de pessoas similares: Diana, Daniel, Janaína. O resto sonha com fama, fortuna e uma espécia de eterna adolescência ou infância.
Adriana, a beleza desprovida de conteúdo (por imaturidade e arrogância, não por preconceito) e dignidade (vide a forçada de barra com Rodrigo) é a representação da visão do brasileiro mediano sobe o que uma mulher deve ser: uma boneca submissa. Um objeto. Adriana calada é bonita, falando é pura decepção. Não é machismos. Isso é um fato. Adriana confunde grosseria com personalidade. Adriana é a triste figura de milhares de jovens equivocadas. Sua beleza se apaga com seu comportamento egocêntrico e misógeno.
.
Natália, a sargento Castro, não foi a pessoa mais sorrisos e abraços de um BBB. Natália, é para poucos e bons, é pra gente cujos valores vão muito além da beleza vazia de uma Barbie fora da caixa.
Pelos mesmo motivos de Natália, acredito que Diana será agora o novo alvo do complô de votos organizados pelos fracos (quatro homens narcísicos e patéticos com algumas mulheres que os seguem, incluindo Adriana). 
Brasil revela muito de suas malezas em programas tolos como o BBB.

6 comentários:

(Victoria Valle) disse...

fiz questao de assitir o programa todo, até o final!!Tinha certeza absoluta q a Natalia iria ficar, e que aquela bisc...(ta bom, nao vou julgar) da Adriana iria sair.Como assim??? aquela loira com cara sem expressao esperando o resultado...ficou!!! Como pode???Sinto vergonha alheia pelas mulheres q sao como ela, e deixam os homens achando q somos burras, biscates e que nao somos nada sem homem!Ta dificil eu encontrar meu principe encantado (hahahha) e é tudo culpa dela!To brincando...mas que foi inacreditavel foi! Diana (unica inteligente)agora ta na sua mao! Ganha! Por mim...

Ju disse...

Vic, minha querida
Ah, se todas mulheres pensassem como vc, o mundo seria um klugar melhor para as pps mulheres.
Adriana perpetua o pior papel que uma mulher pode: a de objeto. Acredito que seja algum pistolão e investimento da globo. Só o tempo dirá. O mundo é um lugar especailmente cruel com mulheres e minorias que não se contentam com o papel de vítimas. Que tomam seu destino nas mãos. Príncipe? Tá doida?rsrsrsr Nção existe. Abra seu coração pra encontrar um AMOR, UM AMIGO e um cara que te dê o valor (imenso) que vc tem. Amei seu comentário, sempre nom lembrar de vc. Torcendo por Diana tb, mas sem muita esperança, confesso.

Anônimo disse...

Concordo com tudo o que escreveu. E ainda acrescento que a relação entre diana e natalia era a única autentica e verdadeira dentro do bbb11. Amizade sincera, entre pessoas que têm caráter e amizade. Mas o Brasil não gosta disso...vale mais assistir barracos, peitos, bundas, relacionamentos fadados ao fiasco, mulheres bonitas e sem qualquer conteúdo...enfim. Haja paciência.
(Nanda)

Mari Bisonti disse...

Texto muito bem escrito, e muito verdadeiro. Não é nem questão de opinião, tudo o que você disse é fato.
Que pena que nosso país é tão retrógrado, não sei o que é pior, antigamente que era repressão assumida, ou agora, que somos todos manipulados sem perceber.
A maioria vê bbb para se divertir com a vida alheia, quer ver barraco, putaria, mas quem quer, consegue ver mais do que isso. É quase uma aula de antropologia.

Ju disse...

Nanda, vc tem razão!
Enquanto houver mulheres que se prestam a ser objeto acéfalo, seguiremos afundados (todos) na mesma lama.
Obrigada pelo comentário.
Bjs

Let´s disse...

Sabe,Ju, esse BBB tem me deixado deprimida. Eu segui dez BBBs seguidos, gostando mais de uns que de outros e, a parte a forçada de barra da edição, conseguia ver muita coisa interessante ali. Não gosto do que vejo agora. Não sei se Boninho forçou na seleção de participantes especialmente medíocres, ou se esta é uma amostra significativa dos jovens hoje. Ontem fiquei triste com a saída de Natália, emocionada mesmo. Bial, que tantas vezes critiquei, deu nela o abraço que muitas de nós gostariam de dar.