sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Feliz Aniversário, John!

É essa a imagem que mais gosto dele: sorrindo e despenteado
Ele não viveu para conhecer a internet e seu poder de eliminar a distância entre as pessoas e da inundação veloz de informação e ícones voláteis. Mas é na internet que sua viúva Yoko Ono pediu que fossem feitas as manifestações do que seria seu aniversário de 70 anos. Sim, meus caros, John Lennon estaria completando 70 anos (neste sábado) e seria um avô certamente inquieto, crítico e capaz de expressar nossos anseios em suas canções.
O mundo em que John viveu ficou no passado de fato? Sempre me pergunto isso quando ouço certas músicas e percebo o quanto ainda são atuais. E são porque falam de sentimentos universais: amor, desejo de um mundo melhor, mais justo, mais tranquilo. 
Eu não vivi o fenômeno dos Beatles. Eu não havia nascido. Conheci a banda por um professor de inglês que tive aos 14 anos, beatlemaníaco e que tocava violão e cantava muito bem suas músicas. Curiosa e fascinada, fui atrás. Não tinha Google, nem Torrent. Fui à loja de discos mesmo. Olhei um álbum duplo, todo embalado em plástico, sem nada, todo brancão. Eu nem sabia o tesouro que segurava entre os dedos: era o álbum Branco. Era um álbum mágico. Passei horas junto à vitrola, repetindo as mesmas músicas e traduzindo suas letras com o dicionário Barsa no colo. E assim foi com vários outros álbuns. E com as músicas que tirei no violão...
Eu comecei a buscar informação sobre a banda, seus integrantes, tudo. Biblioteca, livros, revistas, jornais, programas de TV (na TV cultura). E assim desenvolvi esse carinho imenso pelos Beatles. E especialmente por Lennon. Ele era a voz crítica, ousada. E assim passei pelo processo de investigação agora com Lennnon. Seguramente, um artista que influenciou minha juventude apesar de tantos anos de distância. 
Meu musical predileto se chama Across the Universe. Ele é inteiro com música dos Beatles. E é com um momento lindíssimo dessa produção que queria deixar meu registro de admiração por Lennon e seu legado, sua mensagem. Quantas gerações ainda precisarão nascer para de fato colocá-la em prática?


4 comentários:

Dani Gomes disse...

Parabéns pela classificação no Top 100 do Top Blog!

Gostei daqui. Passarei mais vezes para visitar...

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

Ju T. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ju T. disse...

Oi, Dani
Passe sempre por aqui, será um prazer. Espero seus comentários, sugestoes, criticas etc.
A casa é sua!
Tambem passei no seu blog e achei seus texto super legais. Parabens, vou seguir!
Só um detalhe: eu não passei para o 2o turno do TOP BLOG 2010.Eu e Marina não emplacamos desta vez, Tentarei no próximo ;)
Abraços
Ju

Érika disse...

Oi Ju, adoro esse musical, tbém é meu preferido!!!
Tbém não vivi a era beatles em tempo real, e tbém me senti inspirada por seu legado mtas vezes em minha vida, direta ou indiretamente.Hj vejo o impacto q a banda produziu.
All you need is love é uma das minhas preferidas, só q eu sempre acabo cantando "sem querer", all we need is love! rsrs
Viva o John!
Bjos querida,
Érika